• Quinta de Santa Luzia - Madeira island
  • Quinta de Santa Luzia - Madeira island
  • Quinta de Santa Luzia - Madeira island
  • Quinta de Santa Luzia - Madeira island

A casa original foi comprada por John Blandy em 1826. Tinha dois andares de altura e estava situada no que era ainda uma zona rural. A casa foi posteriormente remodelada em 1901 pelo meu trisavô John Burden Blandy. Ele colocou uma escadaria, que curiosamente era desproporcional ao resto do hall de entrada, deixando algumas portas mais estreitas do que outras (obviamente ele gostava realmente muito da escadaria). A casa cresceu até ter quatro andares, um tamanho algo tolo (tinha um salão de baile, entre outras coisas) e havia uma ponte que passava da casa principal para a "casa cozinha".

John Burden Blandy, obviamente, foi muito bem-sucedido porque ele também comprou terra a norte da casa e dos jardins, e também comprou a Quinta do Palheiro. Ele encetou o que deve ter sido um trabalho de paisagismo absolutamente gigantesco reconfigurando a terra em terraços ou poios maiores, onde cada um tinha a sua própria levada (canal de irrigação). Ele evidentemente amava o seu carro a motor (supostamente um dos primeiros na ilha), porque ele também construiu o principal caminho para carro da casa principal para a rua da Levada de Santa Luzia, a estrada ao longo do topo da propriedade que é também a levada mais antiga da ilha, por onde poderia entrar na propriedade mais facilmente.

O meu avô, depois, decidiu reconstruir a casa principal em 1963, reduzindo-a ao que ele aparentemente chamava de "casa de campo de bom tamanho", o que demonstra que ele tinha também, evidentemente, uma noção de proporção algo bizarra, como qualquer pessoa que vê esta casa pode atestar.

Sinto-me afortunado por ter crescido aqui, com todo este espaço, as grandes árvores e as grandes festas que se celebravam debaixo da grande azinheira na frente da casa. Eram dias a brincar com o trator e fins-de-semana a trabalhar com o meu pai no jardim. Dias que passaram e se transformaram num tempo em que eu espero que as pessoas se sintam bem-vindas para desfrutar deste pedaço do paraíso (pelo menos eu penso que assim é) de todas as maneiras possíveis.



QuintaDeSantaLuzia logo



Árvores

As árvores da Quinta são uma das coisas que a tornam tão única. Muitas têm mais de cem anos, algumas são endémicas e outras são introduzidas. A nossa família celebrou debaixo delas casamentos, aniversários, e outras ocasiões especiais.

São amigas de longa data que acompanharam o passar das várias gerações e espero que continuem a fazê-lo no futuro.




cofinanced